A Porta 36

A Porta 36

Há coisas que não se procuram, que se negam à partida, mas sem querer e porque o natural nasce sem querer,
sem lugar a coincidências, a seguir ao 35 vem o 36!

Aqui, de dia o sol ilumina o tecto e à noite é a vez das estrelas o animarem, enquanto sabores mediterranicos chegam à mesa. É uma esquina especial no coração da cidade que, se vê envolvida pelos canais da Ria de Aveiro, com o Mercado do Peixe (obra de Eiffel de 1908) como pano de fundo e rodeada por uma grande animação noturna.

_MG_5376